segunda-feira, 1 de outubro de 2018

Primeira Oficina Comunitária Sustentável Marcenaria BRASIL:




Neste sábado, 29 de Setembro de 2018, fizemos aqui em minha marcenaria a primeira Oficina Comunitária Sustentável. A proposta era reunir amigos para produzir peças artísticas com material retirado do lixo, juntar pessoas que conheci via redes sociais com conhecidos da região.
Como foi a primeira vez e a coisa não foi muito bem combinada acabou que apenas minha cliente, a Professora Isabel que mora perto da marcenaria apareceu dia antes com uma carriola carregando um toco. kkkk Cheguei até gravar uma live ao vivo dentro do Grupo Marcenaria BRASIL no Facebook.

Link p/ a Live

Pelo menos uma meia dúzia de pessoas disseram que iam vir, mas acabaram dando pra trás. Aí passei a manhã toda fazendo limpeza, terminando um trabalho com a Peroba Rosa pro lavabo e fazendo uma Live (link aqui) batendo papo com os amigos do grupo. Porém após o almoço a Professora Isabel apareceu e a brincadeira começou e foi muito bacana, ela deu um show de criatividade e a Criação Participativa, a Cocriação comeu solta assim como a execução em dupla.

Vocês podem acompanhar o início do processo criativo nesta Live ao Vivo postada no grupo.

Link p/ a Live


Seguem as fotos e a Live da nossa reunião que acabamos terminando a peça no domingo. Primeiramente eu queimei a peça com o maçarico manual para matar fungos e demais parasitas.

Link p/ a Live

Domingo ela veio envernizar a peça depois que eu lixei e montei...

Link p/a a Live

Seguem as fotos...









Vamos fazer uma oficina desta pelo menos uma vez no mês e quem sabe até em outras marcenarias... Espero que se torne um movimento a ser copiado em outras cidades e estados, pois cativa bem as pessoas e é até um marketing bastante dinâmico para as empresas evolvidas. 
Acredito que na próxima teremos mais participantes e a coisa vai crescer.

Fica aqui o convite para entrarem no Grupo Marcenaria Brasil (Link do Grupo AQUI)!!!


Luiz Mariano (Autodidata apaixonado por Marcenaria, Design, Arquitetura, Arte, Filosofia, ...)

www.marianomoveis.com.br


terça-feira, 10 de abril de 2018

Projeto Completo de um Dormitório Infantil em Santo André, ABC Paulista:


Este dormitório das filhas da minha cliente Valéria deu trabalho, demorou, demorou, mas o resultado agradou a todos, graças à Deus! hehehe
Conforme mencionado estarei postando aqui no Blog todo o material que tenho disponível referente a este projeto.

Briefing: 

Este termo é modinha entre os designers e arquitetos que trabalham com interiores, abrange um amplo processo que inclui a visita ao local onde o serviço será realizado, coleta de necessidades e dados em geral relevantes, entrevista com o cliente e futuros usuários do espaço/serviço, troca de ideias fomentando desde o início a criação participativa, compreensão do que é falado e percepção daquilo que não é comentado (signos e símbolos, semiótica), primeiros croquis rabiscados junto ao cliente, medições e fotos da obra, troca de material de pesquisa como fotos de revistas ou sites, e mais um turbilhão de detalhes necessários para elaborar a proposta inicial.

Após esta breve explicação do que eu entendo por "briefing", eis que volto a focar no projeto em questão... A Valéria, minha cliente, me ligou pedindo um orçamento para o quarto de suas duas meninas, Laura e Isadora de mais ou menos 4 e 8 anos.
Como eu já tinha feito a cozinha e os banheiros da Valéria ela já conhecia bem minha capacidade criativa, então na primeira reunião em sua casa foquei mais em ouvir suas ideias e entender suas necessidades e tirar as medidas do quarto fazendo um croquis da planta baixa do mesmo da seguinte forma:


Sou muito intuitivo e ao mesmo tempo gosto de focar meus esforços apenas no que é realmente necessário para fechar o negócio e executar o serviço da melhor forma possível para todas as partes envolvidas. Sendo assim há projetos que faço croquis e mais croquis junto ao cliente, outros até abri o Not na obra sobre os sacos de cimento literalmente e projetei os móveis do ambiente alí mesmo debatendo com o cliente como deveriam ser feitos e tal... Mas neste caso achei mais interessante recuar e elaborar as propostas 3D em casa. Costumo usar o 3D no debate do conceito e os executivos para o debate técnico posteriormente da aprovação do conceito que tem a estética em primeiro plano tentando adequar as funções a esta estética almejado pelo cliente ou por mim mesmo que exerço sempre uma influência em todo o processo.

Como podem ver, este quartinho com suas medidas reduzidas e a necessidade de alojar duas crianças da forma mais confortável e funcional possível se mostrou um grande DESAFIO. Inicialmente a ideia foi lançar a beliche com a posição das camas invertidas em conflito com o guarda-roupa com portas de correr conforme a proposta 3D a seguir:






Esta primeira proposta seguiu a ideia da própria cliente que não estava nem um pouco afim de fazer uma beliche convencional, pois o projeto iria ficar com cara de móveis comprados em loja não passando a percepção total de móveis projetados sob medida, sendo assim desagregando valor subliminar, obviamente. 

Eu particularmente fiquei muito incomodado com esta ideia de colocar a beliche em conflito com o armário e embora esta proposta tenha ficado mais cara resolvi fazer outras propostas mais leves e funcionais, gostei do desafio e mandei ver. hehehe







Assim eu trouxe a ideia de fazer o armário cobrindo parte da janela pro debate. Como sempre um lado da janela fica fechado, eis que funcionalmente não haveria problemas, já na estética uma boa cortina ou persiana iria amenizar o conflito, argumentei com a cliente que ficou bastante pensativa sobre esta questão.

Uma porta com espelho total foi exigência dela desde o início. Em contraste cogitamos usar novamente o vidro extra clean serigrafado branco (usamos na cozinha e banheiros), mas como o custo x benefício não se mostrava bom, optamos pelo MDF Laka Branco Brilhante da Eucatex que proporcionou um efeito parecido, até melhor por ser um material mais leve, e como o quarto não é um local onde há muito atrito nas superfícies em questão a resistência do vidro poderia ser deixada de lado.

Nesta ideia nasceu a possibilidade da escada com gavetas também, porém a cliente queria e precisava de mais armários e mais função no espaço, então desenvolvi mais uma proposta ainda mais dinâmica. A cliente tinha citado que gostaria de uma bancada para cada menina, uma forma que as duas pudessem estudar ao mesmo tempo, então...







Tal proposta entrou em completo conflito com o senso comum: Como assim subir a escadinha e pisar sobre o tampo da bancada? Este foi o questionamento em primeiridade dela e de todos que viram esta proposta. Obviamente fiz esta provocação propositalmente assumindo esta quebra de paradigmas simplistas, regrinhas que nasceram para ser quebradas. kekeke

Recuar a profundidade do tampo para usar uma escada inclinada que possui uma maior ergonomia no uso (mais confortável e fácil subir) fazendo esta não ficar no meio do quarto atrapalhando a circulação foi uma das minhas preocupações funcionais, não foi por estética este detalhe, porém acabou ficando ótimo, não chegou a embutir totalmente a escadinha de aço que compramos, mas amenizou.

Uma preocupação que tive desde o início foi com a estruturação da cama superior, em todas as propostas minha meta sempre foi apoiar o peso sobre uma estrutura que distribuísse ele para o chão sem haver tensão sobre parafusos, pois com MDF isso não funciona bem, não aguenta muito tempo, e devemos sempre respeitar as características e propriedades da matéria prima utilizada, claro!

Este vazado a meu ver foi a grande sacada! Além de possuir a função de apoio para subir na escadinha de aço ele trouxe leveza e o símbolo da totalidade para o projeto, uma pitada de curva/círculo para contrastar com as linhas retas predominantes. 

A cliente ficou perplexa... demorou dias para digerir a proposta e dar uma resposta... deve ter consultado familiares, amigos e os universitários de plantão! kekekeke Quando ela começou a pedir modificações nesta mesma proposta percebi que a ideia tinha sido aceita. hehehe Ela pediu mais função na bancada da direita, painel para TV, mais gavetas, Nicho para DVD e Game.... Mexer no apoio da cama superior, algo em "X" talvez, cabeceira para as camas e coisa assim.

Não costumo fazer tantas propostas em 3D assim para um mesmo ambiente, mas como me senti desafiado por este ambiente x cliente me senti motivado a ir até as últimas consequências. hehehee
E assim acabei fazendo a proposta que acabou sendo APROVADA!!!






SIM! Móveis projetados sob medida dá muito trabalho, houve exaustivos debates presenciais e via whatsapp. Cada detalhe foi amplamente discutido como um projeto deve ser. Costumo chamar isso de Criação Participativa, outros chamam de Cocriação.

Embutir a TV foi um desafio à parte, pois ela quis aproveitar uma TV enorme que já tinha em casa. A preocupação disto atrapalhar a circulação na escada da beliche apareceu, mas depois da obra executada sumiu, deu certo. Obviamente a ergonomia não ficou das melhores, cogitamos fazer a TV embutida na porta do armário como já fiz várias vezes, mas isso forçaria comprar outra TV além de perder um espaço que já era muito reduzido no armário onda as gavetas já estavam batendo na cama inferior em sua abertura total.

Eu tinha modelado esta proposta 3D com colchão de 188cm x 78cm x 15cm, mas a cliente optou por comprar colchões maiores que acabaram alterando um pouco a estética do conjunto, mas continuamos na mesma linha e eu deixei pra fazer as modificações apenas no Projeto Executivo.
















Executivo aprovado após mais algumas leves modificações solicitadas pela cliente (editei estes projetos 3 vezes, hehehe), partimos para o melhor da festa na floresta: PRODUZIR AS PEÇAS NA MARCENARIA, no meu reduto artístico. kekeke Mas não antes de fazer a Listagem de Peças e Plano de Corte, comprar o material e afiar o machado e pau na lenha.









E assim começamos aquilo que demorou pra KCT pra acabar! kekeekkekekekekeke km km km

Início


Meio


FIM

Segue algumas imagens da farra do boi.... hehehee






























 Luiz Mariano
(Autodidata apaixonado por Marcenaria, Design, Arquitetura, Arte, Filosofia, ...)

Grupo do Facebook: Marcenaria BRASIL
www.marianomoveis.com.br